Filie-se ao pt

Notícias

Sobre o julgamento do habeas corpus de Lula no STF

O julgamento de quarta-feira, no STF, representou uma nova etapa no golpe perpetrado contra o Brasil. Os valores presentes na Carta Magna, fruto de lutas históricas e da determinação brasileira de construir um Estado democrático, foram desconsiderados pela instância que deveria ser a guardiã da Constituição. 

Por meio de uma manobra intencional, a presidente do STF, Cármen Lúcia, em vez de pautar o mérito de sentenças de prisão em 2ª instância, preferiu colocar em julgamento a concessão de habeas corpus ao ex-presidente Lula, dispositivo constitucional modificado em 2016, no auge da Operação Lava-Jato. 

Seria leviano especular sobre interesses pessoais, mas foi notável a pressão e a chantagem exercida por poderosos conglomerados de comunicação e do próprio Exército Brasileiro, sobre os membros de uma instância que jamais poderia se acovardar. De modo pusilâmine, nosso Supremo Tribunal escolheu fortalecer o regime da delação sob coação e da condenação sem provas, baseado apenas em convicções, coisa imprensável num regime democrático. 

Mas não estamos sozinhos. Movimentos contra a democracia estão surgindo em todo o mundo —EUA, Itália, França, Holanda, Argentina e Alemanha, para citar alguns. É uma ofensiva do capital internacional, sempre afeito aos seus lucros, operando de formas diferentes nas nações, ora incentivando nacionalismo fanático, ora destruindo o espírito soberano. No caso do Brasil, o objetivo é a retirada de direitos sociais e trabalhistas duramente conquistados e a entrega de nossas riquezas minerais e energéticas.

Por isso, mais do que nunca, é imprescindível mantermos a serenidade. A resistência  a essa onda fascista, conservadora e entreguista requer primeiramente união, reflexões e adoção de novas estratégias de lutas. O PT-BH é parte deste grande movimento nacional, que começou bem antes do lastimável julgamento do STF. O Brasil tem longa história de pelejas em prol de uma nação soberana, solidária, generosa e que trata a todos igualmente. Não vamos nos desviar deste caminho. Como diz um verso de Caetano “É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte”. 

Vereador Arnaldo Godoy

Presidente do PT-BH